sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Um, dois, três...




Um, dois, três - Newfall

Não sou o que você espera
Meu mundo se partiu em dois.
A lágrima do seu desprezo teima em ficar nos meus olhos,
a teimosia e a persistencia fluem nas minhas veias.

Me desconecto do furor em seus olhos.
Vejo um limite que você ousa romper.
Pesadelos tomaram o lugar dos sonhos.
Espero que tudo acabe, antes que eu possa ver.
Um, dois ou três sonhos no chão,
mas não ouso parar para pega-los de volta.
Quatro, cinco ou seis pássaros no céu,
é o que sobrou da minha esperança.


Ilusões me desviam a atenção.
Suor na minha face, sinal da opressão.
Onde quer estar quando meu mundo partir?
Corra agora.
Miragens me fazem sorrir de algo que não é real.
Sublinhando meu destino, me fazendo mal.
Onde quer estar quando o chão se abrir?
Abra os olhos.

Solto sua mão e ouso caminhar sozinho.
Uma longa estrada em direção a dor.
Pássaros nos céus levaram minha sorte e selaram meu destino.
Mas no meio do caminho, eu paro, dissolvo o rancor.
Um, dois ou três obstáculos no caminho,
mas não perco de vista meu alvo.
Quatro, cinco ou seis estrelas no céu,
são os sonhos que me restaram.

Sinto um vazio, vivo o que restou e não o que partiu
Ouse lembrar, mas não vou correr, irei deixar passar
Talvez eu lembre disso, uma, duas ou três vezes
Esquecerei meu passado, que me consumiu.

3 comentários:

Jéssica! disse...

olá ...gostei muiito do que escreve *-*
parece-me que são músicas ?
Enfiiim adorei teu blog.
beijos

newfall disse...

Obrigado Jéssica, e sim, são músicas ^^ eu ainda prefiro seu blog ^^

Kiku disse...

Não são apenas musicas, São perfeições!
Ta muiiiitoooo boom mano ! ! ! !

TCNB ;*

Postar um comentário