quinta-feira, 3 de junho de 2010

O Sol.



O Sol - Infinitivo Perpétuo

Será que é preciso pensar? Achando respostas para tudo.
Será que é preciso ter respostas? Deixe o sol te acordar.
Mas é impossível  olhar pro que te faz despertar.
Só ganho a visão ofuscar.
Embaçar....

Abro o caderno, imagino refrões...
Nas linhas onde não tem nada escrito.
Desabafo, surgem composições...
Mas sorrindo, vejo que não faz sentido.


Será que é preciso pensar? Achando respostas para tudo.
Será que é preciso ter respostas? Deixe o sol te acordar.
Mas é impossível  olhar pro que te faz despertar.
Só ganho a visão ofuscar.
Embaçar....

Andares a cima observo o que me engole,
Sinto minha pele arder, esqueço o convívio com o medo.
Sua luz toca o solo, aprecio sua beleza,
Seca as lágrimas sobre a folha de papel, ainda é cedo.

Cedo pra  talvez sair do lugar,
Porém tarde pra tentar recomeçar, recomeçar...
É o que eu quero, vou acordar, no sol caminhar...
No meio da sua luz.


1 comentários:

Tassyane disse...

Adorei. Muito bem escrito e simples.

Postar um comentário