quarta-feira, 15 de agosto de 2012



Teor Alcoólico 


Seu sorriso é um convite, desfocando a minha visão
"Azz veizz... meche com a concentração."
Ele se abre, libertado sem causa.
Brilha, deixando ainda mais lindo o seu rosto
E, enquanto ele permanece em seu posto,
Toda poesia em mim lhe concede uma pausa.

Todas as palavras voando sobre nós
Fechamos os olhos, ouvindo apenas a voz
De todas as poesias que marcaram nossas vidas
Seu espasmo carinhoso seria uma nota
Do arpejo natural que me conforta
Num caminho só de ida.

Mas você me obriga a prestar atenção
Em cada parte da nossa conversação
Pensa em algo, falando sobre outro tema
Mudando de assunto rapidamente
Bagunçando a minha mente
Mas eu sobrevivo a esse dilema.

Ignorando as crenças quotidianas
Me ensinou sobre as variáveis humanas
Não nos reduzindo a apenas metade
Não subtraindo um do que são dois
Quando a individualidade que deveras sois
Soma com outra individualidade.

Eu só posiciono as letras no papel amaçado
Que o tempo deixará amarelado
Todas as minhas ideias bagunçadas
A ansiedade em cada respiração
Você me dando inspiração
Deixando todas as letras agitadas

Linda, atrapalhada, esquecida e engraçada,
Completo toda frase inacabada
Sendo fácil encontrar poesia em você
A caneta apenas desliza
Como o tocar de uma brisa
Quando passo a escrever

Agregado ao peito, algumas palavras escritas
Que nem são tão bonitas
Comparadas ao tocar da luz do sol na sua face
Quando você o admira
Enquanto inspira e expira
É meu turno de admirar esse enlace

O ritmo das minhas letras me direciona
Quando a próxima estrofe se posiciona
Deixando mais próximo o fim
Obrigado por acordar querendo me ver
Aceite o que acabo de escrever
Levando um pouco de mim.


- Sérgio Schiapim


'- Uma frase foi tirada da música do Projota - Azz Veizz. Outras duas foram tiradas da música Castelo de Areia, do Onni"




4 comentários:

A.L.P. disse...

Lindo texto Gio! Saudades de ler os seus textos, como sempre, incríveis.
Mas uma coisa que vc descreve mto bem nesse texto que é fato: a paixão/ o amor nos pega de relance e nos embaralha a cabeça como um inevitável vendaval.
Parabéns! :)
:*

Dellone disse...

Bom demais de ler!
Parabéns Lord

... Tenha uma boa noite!

Luara Potiguara disse...

Gostei da relação de suas frases com frases de músicas, dando uma vida a mais ao poema. Gosto do modo com escreve, desperta sentimentos que deixa nós, os leitores, apaixonados pelo escritor e personagens na escrita. Gostei viu? Continua muito bem :)

Julia disse...

Isso foi lindo Sérgio :)

Postar um comentário